Hackintosh macOS Sierra 10.12 | Pré-Instalação

2727
1
COMPARTILHAR

Bem vindos ao exclusivo tutorial de hackintosh do Sayro Digital. Neste artigo, você vai conferir as dicas de pré-instalação que nós separamos para facilitar a sua vida. Podemos resumir estas dicas a conhecer bem o seu hardware e verificar se ele é compatível com o macOS Sierra ou se existem drivers para habilitar seu funcionamento após a instalação.

Um Mac não é diferente de um computador comum por dentro, ele tem uma placa-mãe, um processador, placa de vídeo, memória RAM, e um disco rígido ou sólido assim como qualquer outro computador, a principal diferença está no sistema operacional, que não dá suporte a vasta diversidade de hardwares dos computadores pessoais, e no processo de boot do sistema.

Vamos começar acessando o site número um para entusiastas de hackintosh, o tonymacx86.com. Para verificar se nosso hardware é compatível, vamos acessar uma lista de componentes de hardware recomendados no tonymac, que você acessa clicando aqui. Também vamos fazer uma análise de cada componente do computador e observar como eles se comportam quando você tenta instalar o macOS Sierra.

Placa-Mãe

Sendo o coração do computador, a placa-mãe é uma das partes mais importantes e que mais você deve conhecer no seu computador. Tudo que você precisa saber é a série do chipset, a placa de rede e o codec de áudio. Durante o momento de criação deste artigo, os chipsets série 100 são os mais recomendados, pois tem processos de pós-instalação mais simples, com placas de rede e de áudio suportadas.

Como você descobre quais são as especificações da sua placa-mãe? É simples, você pode conferir a lista do tonymacx86, e se sua placa-mãe estiver na lista, ele já vai mostrar o codec de áudio e a placa de rede, como na imagem abaixo:

b7edbd03c2af4139ac41f9aff0b2a9c01

Mas e se sua placa não estiver nesta lista? Então você deve acessar o site oficial da fabricante da sua placa mãe, e procurar pelas especificações técnicas. Por exemplo, no nosso caso, vamos utilizar uma ASUS E3 PRO GAMING V5, e é assim que o site mostra as especificações técnicas dela:

placa-mae-audio-rede

Portanto, já sabemos quais as especificações de hardware da nossa placa mãe. Agora, precisamos descobrir se será possível habilitá-los depois de instalar o macOS Sierra. Como a placa de rede está na lista do tonymacx86, temos certeza de que vai funcionar. Mas separamos para vocês uma lista com mais informações. Veja abaixo:

mac-hardware

Processador

Processadores Intel mais recentes vão funcionar nativamente, no entanto os mais antigos, apesar de que dificilmente apresentaram algum problema, talvez não tenham pode de processamento suficiente para executar o macOS Sierra. Todos os processadores da 4ª geração da Intel para frente vão funcionar.

Note que nem todas as placas de vídeo integradas com o processador terão suporte nativo, sendo necessário ajustar algumas configurações no bootloader para que elas funcionem. O tonymac recomenda a 6º geração Skylake da Intel, que já tem gráficos funcionando nativamente.

Para você descobrir qual a placa de vídeo integrada do seu processador, basta acessar o site Intel Ark, e achar o modelo do seu processador. Para servir de referência para vocês, estas são as placas de vídeo integradas que funcionam no macOS Sierra, com configurações no bootloader ou outras modificações:

  • HD3000, HD4000, HD4400 e HD4600, HD5000, HD5500 e HD6000.

Placa de Vídeo

Sempre prefira NVIDIA, já que poucos Macs utilizaram placas de vídeo da AMD que chegaram nas mãos do consumidor comum. Quando se trata da NVIDIA, felizmente habilitá-las hoje em dia é muito mais fácil do que antes. Agora, não é mais o modelo que importa, e sim saber a arquitetura da sua placa de vídeo. Se sua placa for da arquitetura Kepler, ela deve funcionar nativamente. Arquiteturas mais novas, como Maxwell, funcionam com os drivers de gráficos alternativos da NVIDIA, que você pode baixar no site oficial. E a arquitetura Pascal, da série 1000, ainda não funciona no macOS. Se a arquitetura da sua placa for mais antiga, não se preocupe, elas também devem funcionar com algumas modificações em kexts ou no bootloader que vão ficar para a pós-instalação.

Para você descobrir qual a arquitetura da sua placa, basta acessar novamente o site oficial do seu modelo, e ver os recursos da sua placa. No nosso caso, vamos utilizar uma GTX 760, que é da arquitetura Kepler. Portanto, nossos gráficos deverão funcionar perfeitamente durante e após a instalação.

Lembramos a vocês que esta é a primeira de quatro partes, que ensinam a fazer um hackintosh. Clique aqui para acessar a segunda parte e aprender a criar o pendrive bootável.

1 COMENTÁRIO